Turbo em palio 500 anos



  • olá pessoal.tenho um palio 500 anos desde zero e sempre tive vontade de dar uma melhorada no seu desempenho. ouço falar que os motores fiasa agüentam bem modificações e suportam grandes pressões, mesmo se conservada a sua originalidade. adquiri há alguns anos um kit da spa turbo mas ainda não tive coragem nem disponibilidade para dar continuidade ao projeto, tendo em vista as outras prioridades.as coisas estão melhorando e hoje eu me permito retomar as pesquisas, para prepará-lo em breve. o carrinho acumula 155.000km e sei que talvez seja necessário revisar alguns componentes. gostaria de contar com o apoio de vocês, tendo em vista o conhecimento dos que integram esse forum. que serviços sugerem, antes de qualquer modificação? aceito sugestões para uma receita que me faça chegar numa preparação leve, que me renda perto dos 100cv e me permita continuar a usar o carro para o trabalho.rodo aproximadamente 400km/semana e preciso usar gasolina, uma vez que o álcool na minha região (belém do pará) além de caro, é de qualidade questionável. agradeço antecipadamente.


  • turbo t2 .35.48 gerenciador de bico auxliar com atraso de ponto + bico extra intercooler de gol turbo bomba de combustivel da linha fire flex dentro do tanque embreagem de doblo 1.3 16v turbo a 0,6 de pressão já vai vir de 100 a 105 cv se o motor não estiver rajando ou fumando vai durar bastante tempo ainda.


  • > 1369245057 post= 858260 ] > > turbo t2 .35.48 > > gerenciador de bico auxliar com atraso de ponto + bico extra > > intercooler de gol turbo > > bomba de combustivel da linha fire flex dentro do tanque > > embreagem de doblo 1.3 16v > > turbo a 0,6 de pressão > > já vai vir de 100 a 105 cv > > se o motor não estiver rajando ou fumando vai durar bastante tempo ainda. muito obrigado por responder, julian.a embreagem da doblô e a nova bomba de combustivel são plug and play, ou preciso fazer alguma adaptação?quanto ao gerenciamento do novo bico, que solução vc sugere?ele nao fuma muito, mas já bebe óleo 25w50 há 40.000km e já deixa um odor incomodo em garagens fechadas, o que me faz acreditar que ele precisa de uma revisãozinha. se usar o indicado no manual (15w40), queima bastante. nao deixo acumular borra, pois desde a limpeza da bomba de óleo e do cárter, aos 90.000km, diminuí o intervalo entre as trocas (4 em 4mil km).vou começar a adquirir os itens aos poucos, pra nao ficar tão pesado.


  • mano sou de belém também, quem vai montar seu carro? tenho um palio g1 modelo seleção, o primeiro a sair com rodas do 500 anos (antes mesmo do 500 anos), também tenho vontade de turbinar ele ou trocar o motor por um 1.6 16v.


  • > 1369279886 post= 858308 ] > > mano sou de belém também, quem vai montar seu carro? tenho um palio g1 modelo seleção, o primeiro a sair com rodas do 500 anos (antes mesmo do 500 anos), também tenho vontade de turbinar ele ou trocar o motor por um 1.6 16v. fala, nando. ainda nao conheço preparadores por aqui e contava com a possibilidade de levar o carro pra recife, nas próximas férias.você indica algum preparador aqui em bel?eu já pensei em fazer a substituição do motor, mas a burocracia pra modificar o documento me desencoraja.abraço


  • a embreagem e a bomba são plug em play. se ele ta fumando voce vai ter que conferir o porque de fumar. se é o motor é original e você sempre fez tudo certinho deve ser o cabeçote que ta ruin. tem que levar a uma oficina e medir a compressão dos cilindros para ver se não é anel. ou faça um teste rapido retire a mangueira do antichama do motor(suspiro do oleo) deixe o motor dar uma esquentada e acelerando veja se não sai fumaça branca dali. se sair é folga de cilindro ou anel desgastados. mas é estranho esse motor faz 300mil km brincando.


  • > a embreagem e a bomba são plug em play. > > se ele ta fumando voce vai ter que conferir o porque de fumar. se é o motor é original e você sempre fez tudo certinho deve ser o cabeçote que ta ruin. tem que levar a uma oficina e medir a compressão dos cilindros para ver se não é anel. ou faça um teste rapido retire a mangueira do antichama do motor(suspiro do oleo) deixe o motor dar uma esquentada e acelerando veja se não sai fumaça branca dali. se sair é folga de cilindro ou anel desgastados. > > mas é estranho esse motor faz 300mil km brincando. postar do ipad tem desses inconvenientes, a formatação sai toda errada. beleza, julian, vou pedir para examinarem a fim de resolver logo esse problema com fumaça. como eu disse, não chega a ser gritante, mas o odor que ele exala é bem diferente do que o carro da minha esposa (2012) solta. tenho algumas perguntas pra ti: 1\. você acha que a bomba dos flex dão conta do recado? pensei a respeito de usar logo a mesma que é utilizada na versão 1.6 16v, uma vez que o fluxo deve ser maior. 2\. quanto à unidade de gerenciamento do bico suplementar, que marca você sugere? 3\. injeções programáveis são necessárias para um projeto desse porte? 4\. pensei em adiar a substituição da embreagem. continuo a utilizar a original até que ela se acabe. o que você acha? 5\. posso manter meu escapamento? muito obrigado pela consultoria. forte abraço, felipe


  • 1º a bomba da conta de muito mais do que isso até 200cv na gasolina 2º o gerenciador tem que ter atrazo de ponto, o unico que conheço é o o da techrace, tem q analizar 3º a injeção programavel seria bem vinda ja substituindo o bico auxiliar e todo o sistema do carro. porem se for manter somente essa preparação acredito que seja mais em conta ie+bico auxiliar 4º use ate onde da se tiver que fazer a troca de algum componente do motor igual vão ter que abrir tudo de novo e voce ja economiza na mão de obra. 5º o escapamento do turbo é totalmente diferente de um aspirado, essa troca vai ser obrigatoria. se for manter essa pressão e na gasolina você pode adotar o sistema de escapamento do palio 1.8r de 2 polegadas e no final colocar um abafador esportivo. tudo em 2 polegadas acima dessa potencia o escape aumenta. o cheiro pode ser também devido a falta de catalizador , não sei se ja não foi retirado. e os carro mais novos fazem muito menos cheiro tambem


  • felipe, o pessoal tem feito muitos carros num tal de pardal, dizem que não é lá aquelas coca-colas, mas dá pro gasto. porém ainda dizem que ele demora demais pra entregar o carro. posta fotos do seu carro


  • frtaleza fica muito longe??? se não, recomendo: clinicar se alguém entende de fiat no nordeste, é esse cara


  • > 1º a bomba da conta de muito mais do que isso até 200cv na gasolina > > 2º o gerenciador tem que ter atrazo de ponto, o unico que conheço é o o da techrace, tem q analizar > > 3º a injeção programavel seria bem vinda ja substituindo o bico auxiliar e todo o sistema do carro. porem se for manter somente essa preparação acredito que seja mais em conta ie+bico auxiliar > > 4º use ate onde da se tiver que fazer a troca de algum componente do motor igual vão ter que abrir tudo de novo e voce ja economiza na mão de obra. > > 5º o escapamento do turbo é totalmente diferente de um aspirado, essa troca vai ser obrigatoria. se for manter essa pressão e na gasolina você pode adotar o sistema de escapamento do palio 1.8r de 2 polegadas e no final colocar um abafador esportivo. tudo em 2 polegadas acima dessa potencia o escape aumenta. > > o cheiro pode ser também devido a falta de catalizador , não sei se ja não foi retirado. e os carro mais novos fazem muito menos cheiro tambem julian, 1\. na hipótese de eu acabar optando pelo álcool (explico isso melhor adiante), essa bomba vai alimentar direito? 5\. gostei da ideia de usar um escapamento original. se possível quero fazer tudo dessa forma. > felipe, o pessoal tem feito muitos carros num tal de pardal, dizem que não é lá aquelas coca-colas, mas dá pro gasto. porém ainda dizem que ele demora demais pra entregar o carro. > > posta fotos do seu carro nando, eu conheci o pardal, mas nunca andei em nenhum carro preparado por ele. na oportunidade em que conversamos, me falou que já havia tido algumas experiências com fiat, mas em motores fire, tendo falado nos fiasa com a reserva de quem não tem simpatia pelo propulsor. por aqui as preparações com motores ap são muito difundidas e a oferta de peças é bem maior, o que explica a preferência dos preparadores. É compreensível, né? ontem estive com o batata, que tem uma oficina na beira do rio guamá (bernardo saião). ele ficou animado com a ideia de mexer no meu fiasa e disse ter feito um curso com preparadores argentinos (fiasa lá é ap aqui). tive uma boa impressão da oficina e do papo; o cara demonstra conhecimento de causa e transmite segurança. mas, não nego: fiquei um pouco assombrado com o preço. o serviço é caro e ele exige alguns pré-requisitos pra mexer no meu carro, dentre os quais abrir o motor, possivelmente retificá-lo e revisar pelo menos os seguintes itens: 1\. substituição de todas as juntas e retentores (aproximadamente r$140,00 em peças); 2\. bronzinas de biela; 3\. bronzinas de mancau; 4\. aneis de segmento. com o motor aberto, vai apurar a necessidade de substituir pistões e outros componentes. vou começar a garimpar as peças que ele pediu e tentar comprar tudo novinho, mas se aparecerem boas oportunidades não excluo a possibilidade de adquirir itens usados e em bom estado. dentre os itens de performance, sugeriu: 1\. turbina masterpower (a confirmar no catálogo, mas acho que pra minha preparação seria a [r-363](r-363); 2\. injeção programável [ft-300](ft-300); 3\. velas iridium - essas eu vou pedir pelo ebay. lá fora deve ser bem mais barato. vocês sabem qual a especificação pra esse motor? 4\. escape - falou no [giba](giba), mas estou achando que esse negócio vai sair caro demais vindo de sampa e fabricado sob medida. 5\. bomba - foi na mesma linha do julian: disse que a original dos fire flex dá conta do recado, com sobra. dispensou o uso do intercooler, mas disse que eu haveria de usar álcool. falou que o argumento da baixa qualidade é mito, que isso não existe. o álcool daqui é bom e, mesmo um pouco mais caro, vai ficar a conta pela receita, pois o carro iria respirar melhor e, na fase aspirada, seria até mais econômico. vamos ver, estou me programando pra comprar as peças devagar e na medida das minhas possibilidades. se der tudo certo, pretendo colocar o carro no elevador em 6 meses ou, no mais tardar, 1 ano. > frtaleza fica muito longe??? > > se não, recomendo: clinicar > > se alguém entende de fiat no nordeste, é esse cara fortaleza fica longe, cara. pra mim é inviável. em recife, cheguei a fazer contato com luís gustavo (lg garage), que curte muito mexer com fiat, mas tive outras prioridades que me impediram de gastar grana com isso. dá pra gente ver a ficha técnica de algum carro preparado pela equipe da clinicar? forte abraço, senhores


  • essa bomba vai alimentar tranquilamente seu carro mesmo no alcool até 1kg. nâo deixe ele retirar sua i.e de fabrica para por uma ft300 para andar com 0,6kg de pressão. voce so quer 40 cv a mais que no final custaria mais barato trocar por um palio 1.6 16v. outra coisa que poderia fazer nesse carro gastando uns 4 mil e ganhando um motor novo é. retificar o teu motor para 1.3(virabrequim 1.3 e pistão de kombi 1.4, colocar um cabeçote dutos preparados, com leve aumento de taxa, um comando 276 com levante superior ao original. tbi do 1.6 16v, escape de 1.8r e um 4x1\. ja ia ter uns 90 a 95 cv girando forte até os 7 mil rpm. não precisa legalizar, ia andar redondindo e talves arrancasse na frente desse turbo de 100cv. com motor novinho e sem grandes alterações no consumo devido ao maior torque e taxa no motor 1.3;


  • > essa bomba vai alimentar tranquilamente seu carro mesmo no alcool até 1kg. > > nâo deixe ele retirar sua i.e de fabrica para por uma ft300 para andar com 0,6kg de pressão. voce so quer 40 cv a mais que no final custaria mais barato trocar por um palio 1.6 16v. outra coisa que poderia fazer nesse carro gastando uns 4 mil e ganhando um motor novo é. retificar o teu motor para 1.3(virabrequim 1.3 e pistão de kombi 1.4, colocar um cabeçote dutos preparados, com leve aumento de taxa, um comando 276 com levante superior ao original. tbi do 1.6 16v, escape de 1.8r e um 4x1\. ja ia ter uns 90 a 95 cv girando forte até os 7 mil rpm. não precisa legalizar, ia andar redondindo e talves arrancasse na frente desse turbo de 100cv. com motor novinho e sem grandes alterações no consumo devido ao maior torque e taxa no motor 1.3; julian, não excluí completamente a possibilidade de usar álcool. ontem tirei algumas dúvidas quanto à qualidade do combustível por aqui e estou avaliando a possibilidade de rodar com etanol, o que me permitiria rodar com pressão mais alta e ganhar mais potência. minha intenção não é competir, mas fiquei animado ao pensar em chegar aos 150cv com 1kg de turbo. ele sugeriu a ft300 tendo em vista a possibilidade de upgrades futuros e de eu já começar rodando no etanol, com mais pressão, mas ressaltou que o módulo permanece no lugar, desativando-o só quanto à injeção e ignição (prometeu que nenhum chicote do original seria danificado). a outra sugestão, até preferida por ele, seria remapear a minha injeção e o sensor map (este serviço incluiria o retrabalho dos bicos, por eletroerosão). fiquei um pouco receoso, pois não sei até que ponto seria bom mexer no módulo original. quanto às modificações que você sugeriu, eu já desconfiava que o vira do 1.3 poderia vir a caber no meu bloco, mas os pistões da kombi cabem nesses cilindros? e a marcha lenta, fica boa? gosto da ideia do turbo porque tenho a opção de andar na manha e tocar mais forte quando der vontade. mas fiquei muito interessado com a possibilidade de manter a originalidade e dispensar alterações no renavam.


  • na minha humilde opnião… se existe palio com 106cv original de fabrica... vende o seu e compra um.... agora se vc quer mais do que 106cv ai compensa turbinar... monte com 0,8bar e tira ai seus 120~125cv... ki simples, com chip pra tirar ponto e hpi pra alimentar usando bicos de umas 25 a 28lbs


  • os pistoes de kombi 1.4 tem 76,5 de diametro porem tem a saia mais curta e altura de compressão menor permitindo a montagem do virabrequim de 1.3\. algo tão fundamental na preparação quanto ela em si é o resultado que voce espera. determinar tanto para turbo como para aspirado a quantidade de potencia e combustivel que vai andar. para andar com 1kg no alcool o escapamento do 1.8r ja te serve mais, os bicos já não servem mais, e intercooler deveria ser item obrigatorio de carro turbo. o intercooler vai te dar mais potencia e mais segurança contra detonação do motor. o bom é escolher bem o que você quer com numeros bem definidos. porque cada vez que você mudar algo para elevar a potencia, vai ter que mudar mais coisas e isso é gasto. mas dai depende de você


  • > na minha humilde opnião… se existe palio com 106cv original de fabrica... vende o seu e compra um.... agora se vc quer mais do que 106cv ai compensa turbinar... monte com 0,8bar e tira ai seus 120~125cv... ki simples, com chip pra tirar ponto e hpi pra alimentar usando bicos de umas 25 a 28lbs eu agradeço a sugestão, overspeed, mas gosto do carro e não queria me desfazer dele. o que seria tirar o ponto ? meu conhecimento sobre mecânica é suficiente para uma manutenção decente, mas ainda estou engatinhando no tocante à preparação de motores. > os pistoes de kombi 1.4 tem 76,5 de diametro porem tem a saia mais curta e altura de compressão menor permitindo a montagem do virabrequim de 1.3\. algo tão fundamental na preparação quanto ela em si é o resultado que voce espera. > > determinar tanto para turbo como para aspirado a quantidade de potencia e combustivel que vai andar. para andar com 1kg no alcool o escapamento do 1.8r ja te serve mais, os bicos já não servem mais, e intercooler deveria ser item obrigatorio de carro turbo. o intercooler vai te dar mais potencia e mais segurança contra detonação do motor. o bom é escolher bem o que você quer com numeros bem definidos. porque cada vez que você mudar algo para elevar a potencia, vai ter que mudar mais coisas e isso é gasto. mas dai depende de você pois é, julian. preciso amadurecer bem a ideia pra fazer as coisas bem feitas. você está certo: os números devem estar definidos no início do projeto. se vier a optar pelo turbo, tentarei prezar pela originalidade e usar, na medida do possível, componentes da marca. vou levar em consideração a sua sugestão de usar o intercooler. mas, me ajuda a tirar duas dúvidas: 1\. rodando com álcool e usando o escapamento do 1.8r, que potência (e a que pressão) deveríamos pensar na hora do acerto? 2\. você não acha que o intercooler poderá acentuar problemas com turbolag?


  • rodando a 0,6kg com alcool e uma t2 .35q .48f ela vai entrar em 2500rpm.. vai enxer bem até o os 6 mil rpm. e vai gerar uns 105cv com escape do 1.8r. a pressão maxima com miolo original é na base de 1,1 kg para andar com segurança. mas para essa para 1,1kg não recomendo andar com bico auxiliar pois a distribuição não vai ser das melhores e o bico vai ter que ser grande para alimentar tudo isso. ideal seria 4 bicos de 40 lbs/h. e o escape também ia começar a amarrar, teria que partir para um de 2,5 pol. e a embreagem provalvemente tera que ser de ceramica. e a turbina vai ficar pequena. a respeito do intercooler, não existe o que inventar, ele só não é usado ou por custo ou por falta de lugar. o lag com uma t2 no teu motor vai ser quase inalterado. a diferença e que se não usar o intercooler a cada grau de temperatura que o ar aumentar na sua admissão menos moléculas de oxigênio vão existir no ar admitido. consequentemente a mistura vai começar a enriquecer e você vai perder potencia, e o seu gerenciador de ponto vai ter que atrasar mais ainda o ponto devido a alta temperatura do ar admitido. pegue 2 carros, 1 sem intercooler outro com. que andem juntos. acelere os 2 por 1 minuto em wot em um auto estrada. depois de um minuto a potencia do sem intercooler vai começar a cair e o outro ira se manter. a cada 2 graus que você baixa da temperatura do ar admitido você ganha 1% de potencia. não parece muito mas digamos que a 100 por hora o carro com ic esta admitindo ar a 70 graus célsius e o sem a 110\. já temos uma diferença de 40 graus o que teoricamente daria 20% de diferença no rendimento. não acredito que de tanto mas pelo menos 10% acima de 60km/h da com certeza.


  • olha, já vi o batata rodando num carro de cliente uma vez na rua, não gostei do tratamento que ele dava ao carro, se fosse com o meu eu ia enlouquecer e nunca mais levar pra ele o carro (carro meu tem que ser tratado pelo mecânico a pão de ló), embora o carro do cliente parecia mais sucata do que carro. o carro cuspia óleo pra tudo quanto é canto ao acelerar e ele comentou que qualquer carro turbo é assim. ele que me desculpe, mas não vejo ninguém aqui do preparados com o cofre todo melado de óleo por ser turbo, pra mim ou ele não tem muito conhecimento, ou eu ainda sou muito zerado a ponto de não saber que carro turbo sempre jorra óleo pelo respiro. espero que os amigos do fórum comentem este detalhe para me dar certeza do meu conhecimento ou do desconhecimento do batata. se fosse você colocaria o 1.6 16v, se você não for vender o carro nem precisa regularizar, ninguém olha motor em blitz, se pegarem esse detalhe, acho que o máximo que acontece é recolhimento dos documentos para regularização do veículo e provável multa. e caso você venda o carro mais pra frente é só colocar o original de volta. apenas compre um motor com procedência. se quiser realmente turbinar, sugiro levar em alguém mais confiável, já ouvi falar dessa clinicar que o menegotto indicou, o menegotto adora fiat e deve ser uma boa indicação. fortaleza não é longe, bem mais perto que recife.


  • nandoo, infelizmente tem muito turbo lixo na rua… vendi meu bloco que estava zoado e condenado, o cara fechou meteu cabeçote, kit e foi pra rua, o carro parecia o fumace da dengue e dale espirro todo feliz da vida.


  • > rodando a 0,6kg com alcool e uma t2 .35q .48f ela vai entrar em 2500rpm.. vai enxer bem até o os 6 mil rpm. e vai gerar uns 105cv com escape do 1.8r. a pressão maxima com miolo original é na base de 1,1 kg para andar com segurança. mas para essa para 1,1kg não recomendo andar com bico auxiliar pois a distribuição não vai ser das melhores e o bico vai ter que ser grande para alimentar tudo isso. ideal seria 4 bicos de 40 lbs/h. e o escape também ia começar a amarrar, teria que partir para um de 2,5 pol. e a embreagem provalvemente tera que ser de ceramica. e a turbina vai ficar pequena. > > a respeito do intercooler, não existe o que inventar, ele só não é usado ou por custo ou por falta de lugar. o lag com uma t2 no teu motor vai ser quase inalterado. a diferença e que se não usar o intercooler a cada grau de temperatura que o ar aumentar na sua admissão menos moléculas de oxigênio vão existir no ar admitido. consequentemente a mistura vai começar a enriquecer e você vai perder potencia, e o seu gerenciador de ponto vai ter que atrasar mais ainda o ponto devido a alta temperatura do ar admitido. pegue 2 carros, 1 sem intercooler outro com. que andem juntos. acelere os 2 por 1 minuto em wot em um auto estrada. depois de um minuto a potencia do sem intercooler vai começar a cair e o outro ira se manter. a cada 2 graus que você baixa da temperatura do ar admitido você ganha 1% de potencia. não parece muito mas digamos que a 100 por hora o carro com ic esta admitindo ar a 70 graus célsius e o sem a 110\. já temos uma diferença de 40 graus o que teoricamente daria 20% de diferença no rendimento. não acredito que de tanto mas pelo menos 10% acima de 60km/h da com certeza. valeu, julian. esses dados tornam as coisas mais previsíveis e facilitam a minha decisão. estou convencido quanto à necessidade do uso do intercooler. hoje percorri aproximadamente 180km e a pressa me forçava a andar por longos trechos a 140km/h (5000rpm). durante a viagem imaginei a diferença que um intercooler faria na admissão, pensando em tudo o que você falou. > olha, já vi o batata rodando num carro de cliente uma vez na rua, não gostei do tratamento que ele dava ao carro, se fosse com o meu eu ia enlouquecer e nunca mais levar pra ele o carro (carro meu tem que ser tratado pelo mecânico a pão de ló), embora o carro do cliente parecia mais sucata do que carro. o carro cuspia óleo pra tudo quanto é canto ao acelerar e ele comentou que qualquer carro turbo é assim. > > ele que me desculpe, mas não vejo ninguém aqui do preparados com o cofre todo melado de óleo por ser turbo, pra mim ou ele não tem muito conhecimento, ou eu ainda sou muito zerado a ponto de não saber que carro turbo sempre jorra óleo pelo respiro. espero que os amigos do fórum comentem este detalhe para me dar certeza do meu conhecimento ou do desconhecimento do batata. > > se fosse você colocaria o 1.6 16v, se você não for vender o carro nem precisa regularizar, ninguém olha motor em blitz, se pegarem esse detalhe, acho que o máximo que acontece é recolhimento dos documentos para regularização do veículo e provável multa. e caso você venda o carro mais pra frente é só colocar o original de volta. apenas compre um motor com procedência. > > se quiser realmente turbinar, sugiro levar em alguém mais confiável, já ouvi falar dessa clinicar que o menegotto indicou, o menegotto adora fiat e deve ser uma boa indicação. fortaleza não é longe, bem mais perto que recife. nando, preciso corrigir um equívoco: eu não conheci o pardal. hoje acessei o seu perfil no facebook (pardal race) e observei que eu o havia confundido com o vitor portugal, que também tem uma oficina na marambaia. acabei misturando as coisas porque ambos trabalham no mesmo bairro. que confusão, né? cheguei a pensar na possibilidade de trocar o meu motor por um 1.6 16v, mas essa substituição não é tão simples assim. me parece que as caixas de marcha não são compatíveis e outras coisas precisariam ser trocadas, como o compressor do ar condicionado, alternador, central de injeção, etc (corrijam-me se estiver enganado). seria menos traumático trocar pelo fiasa 1.5 e tentar resolver a papelada com o detran. ainda assim, acho que seria esforço demais por 14cv (o 1.0 tem 61cv e o 1.5 tem 75cv). fiquei muito interessado na possibilidade de fazer as alterações sugeridas pelo julian, com a substituição dos pistões e alteração do virabrequim, pois dispensariam qualquer contratempo com documentação. te passei uma mensagem privada, responde quando puder. forte abraço.

Entre para responder